Quem escreve aqui

Paraense, de Santarém (a pérola do Tapajós), vivi metade da minha vida cercada pelo verde (morei em Carajás, no sul do Pará, em uma vila no meio da Floresta Amazônica e depois em Manaus) e a outra metade cercada pela concretude cinzenta de São Paulo. Em ambos ambientes encontrei coisas de encantar os olhos e outras de fazê-los chorar.

Santarém-PA Carajás- PA Manaus-AM

Durante muito tempo minha relação com o Meio Ambiente foi como mera espectadora. Hoje, morando em uma pequena cidade do sul de Minas Gerais, movida, talvez, pela saudade e lembranças da minha terra – ou sabe lá por que motivos – brotou em mim a necessidade de fazer muito mais do que apenas passar pelo mundo e ver o mundo passar por mim.

Formada em Hotelaria, resolvi trocar de ramo e navegar por outros mares. Em 2011, concluí o curso Técnico em Segurança do Trabalho, pelo Senac e, ainda este ano, termino o curso Técnico em Meio Ambiente, pelo Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Sul de Minas.

Concomitantemente, vou dando continuidade a uma Licenciatura em Pedagogia, minha paixão: Acredito seriamente que a educação é um dos maiores bens que alguém pode possuir. O conhecimento é algo que, uma vez conquistado, ninguém pode nos tirar. Disse Sócrates: ”Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância”.

Conto com a ajuda imprescindível do meu companheiro de estrada, Alexandre F. de Almeida, que é formado em Engenharia Hídrica pela Universidade Federal de Itajubá-Unifei e está terminando sua Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho, atuando, há mais de cinco anos na área de Meio Ambiente.

Espero poder contribuir, por pouco que seja, para fazer desse mundo, um lugarzinho melhor para as presentes e futuras gerações. Eu creio na força do exemplo e da educação e acredito sinceramente que pequenas ações podem dar início a grandes ações, e que, se cada um fizer a sua parte, podemos sim mudar o mundo pra melhor. (Tônia Amanda Paz dos Santos).

“Eu não tenho filosofia: tenho sentidos…
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é.
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem por que ama, nem o que é amar…” (Alberto Caeiro)

Anúncios

Olá. tem algo a dizer sobre o que encontrou por aqui? fique à vontade. Sua opinião é importante para mim.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s