Projetinho com garrafa PET: Coruja

Dentre os bichinhos mais reproduzidos em projetos de artesanato estão, sem dúvida, as corujinhas. Elas se tornaram uma verdadeira febre entre as crafters (artesãs) de plantão. 

Quem me enviou a ideia abaixo foi uma artesã lá do Rio de Janeiro: a Edna Resende (ou Gina Arteira). Na verdade, visitando a galeria dela no flickr, achei que o trabalho tinha tudo a ver com a proposta do blog e pedi a ela que me enviasse o PAP (passo a passo) para compartilhar aqui. Ela aceitou de pronto. Aí está:

PAP:

1.Corte o gargalo da garrafa e a parte de baixo retirando do meio + ou – 4 dedos.

2.Depois é só encaixar as duas partes, virar de cabeça para baixo e enfeitar com sucatinhas: Tecidos, paetês, botões grandes para os olhos e guardanapo dobrado com cola branca forma o bico.

Fácil, né? imagine fazer várias destas para incrementar a decoração de natal de sua casa, escola, rua ou cidade…uma guirlanda enorme cheia de corujinhas…deve ficar uma beleza. Para fazer corujas menores, que tal utilizar garrafas de 600ml?

Antes de finalizar este post, gostaria de deixar meu agradecimento à Gina, que sempre atende meus pedidos com tanto carinho (ela já me enviou outro projetinho, que , em breve, será publicado).

Espero que tenham gostado da ideia tanto quanto eu.

Para conhecer mais sobre esta pessoa incrível e seus trabalhos maravilhosos, clique AQUI e visite a galeria da Gina lá no flickr.

Lembre-se: Antes de comprar um produto novo, reflita se realmente necessita dele. Consuma com responsabilidade.

Anúncios
Publicado em artesanato sustentável, reaproveitamento de materiais | Marcado com , , | 3 Comentários

A Cíntia Alves também está participando do desafio Re-Criar-Te

Dando continuidade às postagens com as criações inscritas para o 1º Desafio de Criação do blog Re-Criar-Te: reutilizando caixinhas de leite tipo longa vida, apresento a vocês os trabalhos da Cíntia Alves – nossa terceira participante.

A Cíntia é lá de Itaporanga, SP, onde trabalha há 13 anos como professora de Educação Infantil. Ela me contou que adora o que faz. Ela também tem paixão por gatos e por artesanato – e, cá entre nós, ela é mesmo uma artesã de mão cheia.  Olha só como ficaram lindas as latinhas depois que a Cíntia as decorou:

Mas, como o desafio é de utilização de embalagem de leite, vamos às criações da Cíntia que estarão concorrendo de fato. Pelo visto, ela ficou bem entusiasmada. Olha só quantos trabalhos enviou:

Muito legais estes cestinhos com o tema Halloween, não é mesmo? eu, que adoro monstrinhos e histórias de terror, achei a ideia muito interessante.

As caixinhas acima devem ter participado de festinhas bem divertidas. Uma ótima ideia para guardar os apetrechos da festa, não?

E, para finalizar, olha só que lindas as caixinhas organizadoras que a Cíntia criou com as embalagens de leite e E.V.A. Muito úteis, né?

A Cíntia se descreveu como uma pessoa que gosta de procurar felicidade em coisas simples: “sou super família e também adoro fazer amizades, escreveu ela. Deu para perceber, através do cuidado que ela demosntra em reaproveitar aquilo que muitos jogariam no lixo, que ela também conhece seu papel de cidadã e faz a sua parte para tornar esse mundo mais alegre e mais limpo, disseminando, certamente, a ideia de sustentabilidade em seu trabalho com as crianças, em seu ambiente familiar e aqui, na Internet.

Obrigada, Cíntia, por te aceito o desafio e nos apresentar suas criações. Boa sorte pra você!

Para quem quiser conhecer mais trabalhos desta super artesã, basta clicar AQUI.

Publicado em artesanato ecológico, artesanato sustentável, reaproveitamento de materiais | Marcado com , , | 13 Comentários

Mais uma participante do desafio de criação: Cristina Hermela

A Cristina, ou Gata Arteira, é uma talentosa designer de interiores, decoradora, paisagista e artesã lá de Campo Grande (Mato Grosso do Sul). Ela adora animais e, pelo “nome artístico” já dá para imaginar qual a sua predileção né? os gatos, claro. Só podia ser, afinal, ela própria é uma gatona:

 

Mas, vamos deixar de lero-lero e ir direto ao ponto, isto é, as fotinhos que a Cris nos enviou para o 1º Desafio de Criação Re-Criar-Te: reutilizando caixinhas de leite:

Estes foram os materiais que ela utilizou para incrementar sua arte. O que será que saiu daí, hein? tchan-tchan-tchan-tchan:

Olha que ideia mais bacana: a Cris transformou a caixinha que poderia ter ido para o lixo em um lindo e útil porta-sacos, o chamado “puxa-saco”. O legal é que ele pode ser usado também como porta-lenços descartáveis, porta-guardanapos… Além de organizar as coisinhas na cozinha ainda enfeita e alegra o ambiente.

Olha só quanto capricho. A Cris trabalhou todos os lados da caixinha, aproveitando a temática ambiental. Segundo ela, a casinha representa o nosso lar. As árvores, pássaros, horta, e nós mesmos (representados pela menina), enfatizam o quanto é importante o nosso planeta e tudo o que ele oferece para nós com sua beleza.

Eu adorei cada detalhe. E vocês? o que acharam?

A Cristina, assim como as demais participantes, foi uma fofa em topar participar do nosso desafio e está de parabéns pela criatividade e talento. Como ela mesma escreveu, ao enviar as fotos: o importante é difundir e partilhar este conceito (de sustentabilidade) para viver melhor.

Para quem quiser conhecer um pouco mais do trabalho desta Gata Arteira, deixo seus contatos:

Gata Arteira by Cris – Blog

Galeria da Gata Arteira no flickr

Boa sorte Cris!

Publicado em artesanato sustentável, reaproveitamento de materiais, Uncategorized | Marcado com , , | 14 Comentários

1ª Participante do nosso Desafio de Criação: Joana Jaqueline das Graças

A Joana Jaqueline das Graças é uma artesã, que mora lá em Belo Horizonte (MG) e que se considera uma  pessoa de bem com a vida e “alto astral”. Ela adora trabalhos artesanais de todas as categorias: feltro, bonecas, pinturas etc.

Criativa como ela é, não deve ter sido muito difícil participar do desafio aqui no blog. Ela foi uma das primeiras a enviar as fotos das peças que criou, a partir do material escolhido: caixinha de leite usada. Olhem só o resultado:

Dá para acreditar que esta carteira linda foi confeccionada tendo como base um material que poderia ter sido descartado no lixo?


Além de linda, ela tem vários compartimentos internos que facilitam a vida que qualquer mulher, hein?

A Joana está de Parabéns! além de concorrer aos prêmios do concurso, ainda nos ensina que, com um pouquinho de criatividade e vontade de fazer, dá para reduzir a quantidade de lixo doméstico que descartamos. Vamos seguir o exemplo dela?

Em breve, os próximos participantes terão suas criações expostas aqui no blog para que você, leitor, possa votar na que mais gostou.

Boa sorte a todos!

Para refletir:

“O que eu faço, é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor.” (Madre Teresa de Calcutá) 

Publicado em Uncategorized | 24 Comentários

1º Desafio de Criação: Reaproveitando caixinhas de leite

O leite é um dos alimentos mais presentes na nossa alimentação, especialmente para quem tem criança em casa. Imaginem só a quantidade de caixinhas vazias que são descartadas diariamente pelas donas-de-casa Brasil a fora…

Com a destinação correto de caixas de leite usadas você pode contribuir para a preservação do meio ambiente. Materiais que possam ser transformados ou reaproveitados, por exemplo, não devem ser colocados no lixo orgânico (cascas de frutas e legumes, restos de comida etc). Higienize e separe as caixinhas (e demais materiais reutilizáveis) na hora de descartá-las. Assim, elas podem ser reaproveitadas por cooperativas de catadores ou, então, transformadas, por mãos habilidosas, em peças artesanais bonitas e úteis.

Para estimular a busca por alternativas que minimizem o descarte das  embalagens de leite tipo “longa-vida”, o Re-Criar-Te propõe seu 1º Desafio de Criação, com o tema “Reaproveitando caixinhas de leite. Veja, abaixo, como participar:

Desafio

Criar, artesanalmente, uma forma de reutilizar a caixinha de leite, evitando que ela seja descartada.

Prêmio

  • Jogo com 06 cabides de madeira decorados artesanalmente com tecido;
  • Conjunto com 06 prendedores de madeira decorados artesanalmente ;
  • 1 caderninho para receitas decorado artesanalmente com tecido e aviamentos;
  • 1 caixinha de M.D.F decorada artesanalmente, recheada com 4 trufas da Cacau Show.

Envio das criações

Os interessados em participar do desafio deverão manifestar-se através de um comentário com o e-mail para contato.

Cada pessoa poderá participar com quantas criações desejar, cujas fotos deverão ser enviadas para o e-mail que será informado após o contato feito.

O prazo para envio de imagens das criações será de 10/05/2012 até o dia 30/06/2012.

Votação

O período de votação para a escolha da ideia vencedora vai de 1/07 a 05/07/2012 (no dia 10/07/2012 será anunciado, oficialmente, aqui no blog, o nome do grande vencedor).

Uma postagem com as imagens dos objetos criados será publicada e através de cometários, os visitantes poderão escolher a ideia que mais lhe agrada, levando em conta a plasticidade da peça e sua utilidade.

Periodicamente os votos serão computados e publicados em post específico.

Resultado

O resultado, com o nome do vencedor, imagem da peça e número de votos, será divulgado no dia 10/07/2012.

O envio do prêmio deverá ser realizado até o dia 30/04/2013, via PAC para o endereço informado pelo vencedor, através de contato feito por e-mail.

Inspire-se

Do blog Reciclagem Fácil

Do blog Embalagem sustentável 

Do blog Artesanato Criativo 

Participe você também e mostre que com um pouquinho de criatividade e boa-vontade, podemos contribuir para diminuir a quantidade de resíduos domésticos descartados.

Lembre-se:

Melhor do que limpar é não sujar!

Evite o desperdício, consuma com responsabilidade.

Publicado em artesanato sustentável, reaproveitamento de materiais | Marcado com , , , , | 14 Comentários

Vamos reaproveitar… lata?

As latinhas de alumínio estão entre as embalagens mais recicladas no Brasil. De acordo com pesquisas, nosso país é campeão entre os que mais reciclam latinhas de alumínio no mundo, especialmente as embalagens de bebidas. O que é uma ótima notícia do ponto de vista ambiental, afinal, se jogada na natureza, uma latinha de alumínio leva de 100 a 500 anos para ser absorvido.

Infelizmente, o alto índice de reciclagem no país não se deve a políticas de desenvolvimento sustentável, mas, em grande parte, a um fator social: para muitos brasileiros, as latinhas são uma forma de complementar sua renda e, algumas vezes, mesmo, sua única fonte de renda.

Que tal aproveitar a versatilidade deste material para colocar sua criatividade em ação? A seguir, você encontrará uma série de ideias bacaninhas para reaproveitar suas latinhas de alumínio. Além de contribuir para diminuir a quantidade de resíduos descartados, você ainda deixa sua casa mais bonita, pode presentear seus amigos e, até mesmo, comercializar suas produções.

1-Embalagens para presente a partir de latas

Você vai precisar de:

  • Latas que tenham tampa plástica (achocolatado, aveia, etc);
  • Papeis de presente ou jornais usados (sempre tem alguns dando sopa em casa, né?);
  • Régua, tesoura, cola.

Como fazer?

  • Tire as medidas da lata (altura e perímetro), deixando alguns centímetros de sobra para a colagem;
  • Passe as medidas para o papel e recorte;
  • Aplique a cola sobre a superfície da lata, espalhando bem, e cole o papel, com cuidado.
  • Você pode decorar as latas com fitas, cordões, botões, flores…enfim, o que tiver à mão;

Estão prontas suas novas e charmosas embalagens de presente (ideia encontrada AQUI).

2. Que tal transformar uma latinha de atum em uma minihorta?

Você vai precisar de:

  • Latinhas de atum (dê preferência àquelas com mecanismo “abre-fácil”, para não se machucar com rebarbas);
  • Prendedores de roupa;
  • Sementes ou mudinhas de ervas (cebolinha, coentro, salsinha, manjericão etc);
  • Terra preparada.

Como fazer?

  • Lave e seque as latinhas de atum;
  • Contorne toda a borda superior da lata com os prendedores de roupa (além de proteger de possíveis acidentes, ajuda a escorrer excesso de água da rega);
  •  Coloque a terra preparada e plante as sementes ou mudinha. Complete com mais um pouco de terra.
  • Está pronta sua hortinha: tempero fresco sempre à mão (ideia encontrada AQUI).

 3. Organizador tipo “porta-trecos” usando latas (esta ideia é uma das minhas preferidas)

Você vai precisar de:

  • Latas diversas e do mesmo tamanho (dê preferência àquelas com tampa “abre-fácil” para evitar acidentes com rebarbas);
  • Papeis para decorar e/ou papeis em branco para fazer etiquetas;
  • Ripa de madeira ou M.D.F;
  • Cola quente ou preguinhos para fixar as latas na madeira;
  • Tesoura, caneta, cola.

Como fazer?

  • Lave e seque as latinhas, retirando os rótulos;
  • Decore as latinhas com papeis coloridos (podem ser recortes de revistas, pepeis de presente ou jornais usados). Se preferir, faça etiquetas com o nome de cada objeto a ser organizado e cole nas latinhas.
  • Cole (ou pregue) as latinhas na placa de madeira ou M.D.F;
  • Seu organizador está pronto para receber os objetos e ser pendurado onde você quiser: no escritório, cozinha, lavanderia, quarto…. (essa ideia eu encontrei AQUI)

Outras ideias usando o mesmo princípio:

Jardineiras em latas decoradas

Cachepôs de latinhas de molho de tomate pintadas

Hotinha na lata

Lembre-se: a ideia é reaproveitar materiais que você tenha disponível. Solte sua criatividade e mãos à obra.

“A responsabilidade social e a preservação ambiental significa um compromisso com a vida.” (João Bosco da Silva)

Leia mais sobre reciclagem de latinhas em:

Brasil Escola

Setor Reciclagem

Associação Brasileira do Alumínio-ABAL

Publicado em artesanato sustentável, reaproveitamento de materiais | Marcado com , , , , | 12 Comentários

Uma breve introdução…

Para não dizer que não falei de Meio Ambiente*

Por: Tônia Amanda Paz dos Santos (a autora permite cópia, desde que seja citada a fonte)
 
 
“Antes mundo era pequeno. Porque Terra era grande. Hoje mundo é muito grande. Porque Terra é pequena. Do tamanho da antena. Parabolicamará…” (G.Gil)
 

Vivemos a chamada “Era do Conhecimento”. A informação nos chega em tempo real. Dispomos de um sem-número de tecnologias, que são desenvolvidas em uma velocidade incrível. O mundo tornou-se pequeno, praticamente sem fronteiras. Desde que o homem abandonou a metafísica e começou a estudar a natureza a fim de dominá-la e modificá-la, o potencial criador e destruidor humano nunca esteve tão evidente e vai se revelando cada vez maior à medida que mais progressos são alcançados.

Nunca o homem interferiu no meio-ambiente tanto quanto nas últimas décadas: são constantes as ações agressivas ao nosso planeta e aos seus recursos naturais, principalmente àqueles não renováveis, e de reconhecida importância para a qualidade de vida da humanidade, como a água e o ar. Mas tudo isso tem um preço. A natureza vem respondendo a todas essas agressões de forma implacável.

A fim de garantir nossa sobrevivência e das gerações futuras, medidas vêm sendo pensadas e tomadas mundialmente. Um dos temas mais debatidos na atualidade sobre a questão do meio ambiente diz respeito à necessidade de se promover o desenvolvimento tecnológico, econômico e social de forma sustentável, isto é, sem prejudicar as condições de vida em nosso planeta. É importante ressaltar, no entanto, que a questão ambiental não se restringe somente à preservação dos recursos naturais, mas também aos ambientes artificiais, isto é, criados pelo homem a fim de satisfazer algumas de suas necessidades.

Ações como reciclar, reduzir, reutilizar, tratar, reaproveitar rejeitos e resíduos não intencionais, modificar, repensar produtos e processos, adotar novas tecnologias ecologicamente corretas e planejar novas opções de vida são essenciais para a manutenção do equilíbrio entre as atividades humanas e a preservação da natureza.

A conscientização sobre a necessidade de mudarmos de atitude (ou reciclarmos nossas ideias) é o primeiro passo para conseguirmos esse equilíbrio e para garantir que futuras gerações também desfrutem do direito fundamental do homem ao meio ambiente.

As preocupações com as questões ambientais têm gerado pressões sobre as organizações produtoras, requerendo delas um controle mais eficaz de seus processos e produtos, com o objetivo de diminuir continuamente seus impactos. Além disso, cada ser humano deve ser capaz de identificar, analisar e controlar os aspectos ambientais por ele produzidos e que sejam passíveis de impactar negativamente o meio ambiente.

Para isso, é imprescindível conhecermos a legislação ambiental existente. São muitos os dispositivos legais que regulamentam as relações humanas com o meio ambiente. Afinal, nos dias de hoje, em que as informações estão aí, ao alcance de todos, é até temerário não procurá-las e não utilizá-las em benefício do bem- comum.

AS QUESTÕES AMBIENTAIS

São inúmeras as questões ambientais que preocupam atualmente não apenas os ambientalistas, mas também governos, empresas, associações, organizações não governamentais e a sociedade em geral. Dentre elas, podemos citar:

  • Crescimento desordenado da população e seus impactos no meio ambiente;
  • Destruição da camada de ozônio;
  • Aquecimento global;
  • Poluição atmosférica, do solo e das águas superficiais e subterrâneas;
  • Desequilíbrio de ecossistemas.
  • Consumo exagerado de recursos naturais não renováveis;
  • Geração exagerada de resíduos ;
  • etc.

Embora a natureza tenha grande capacidade de se recuperar, precisamos diminuir a velocidade e a intensidade com que poluímos o meio ambiente. Os impactos gerados pela ação destruidora do homem podem tornar-se irreversíveis comprometendo a sobrevivência de diversas espécies, inclusive a nossa.

*Este texto foi escrito e publicado por mim, originalmente, no meu blog “Saúde, Segurança do Trabalho & Meio Ambiente”, em  17 de maio de 2011. Achei pertinente reproduzi-lo aqui, antes de qualquer tutorial.

Para refletir:

”Só quando a última árvore for derrubada, o último peixe for morto e o último rio for poluído é que o homem perceberá que não pode comer dinheiro.” (provérbio indígena)

Publicado em Artigos sobre Meio Ambiente | Marcado com , , , , | 2 Comentários